PASSOS QUE PODEMOS DAR. SEIS PARA SER EXATO.

  1. Encomende exemplares deste DVD e dê a tantos profissionais de saúde e advogados quanto possível. Os seus amigos, família, grupos ativistas e legisladores do governo também devem obter um exemplar.
  2. Se souber de quaisquer sequelas da ECT, assegure‑se de que isso é relatado à sua agência reguladora nacional. Também pode fazer um relatório confidencial à CCHR.
  3. Informe os seus senadores e congressistas da necessidade duma reforma de lei sobre a saúde mental. O consentimento pleno e informado deve ser obrigatório para qualquer pessoa considerada mentalmente doente e um candidato a qualquer tratamento de saúde mental. Insista para um banimento permanente da ECT.
  4. As agências reguladoras e conselhos que regem os psiquiatras e profissionais de saúde mental podem investigar e revogar uma licença de um profissional de saúde mental para praticar em casos graves de negligência, maus tratos e abuso. Apresentar tais queixas a estes organismos, de modo a denunciar violações do código de conduta dos profissionais de saúde.
  5. Os psiquiatras não limitam o abuso de pacientes à eletroconvulsoterapia. Se sabe de algum psiquiatra ou psicólogo que tenha cometido uma ofensa sexual, irregularidade financeira, maus tratos, fraude ou qualquer outro crime, relate‑o à polícia e à CCHR.
  6. Lembre‑se: não há testes médicos (raios X, exames cerebrais, análises ao sangue, etc.) que podem validar qualquer uma das afirmações feitas na psiquiatria. No entanto, os médicos legítimos têm muitos testes científicos que podem detetar doenças físicas não tratadas que se manifestam como uma “condição psiquiátrica”. Se você ou alguém que conheça está a experimentar distúrbios mentais, assegure‑se de que é conduzido um exame médico completo e não psiquiátrico.
Downloads
Psiquiatria: A Viciar o seu Mundo em Drogas
DOWNLOAD GRATUITO

COMO SE MANTER A SI & AOS OUTROS BEM